Frase interrogativa – exercícios

2 09 2009

Os inquéritos e sondagens contêm muitas perguntas para se obterem dados de determinada realidade – como as pessoas vêem os políticos, o que pensam da educação, etc. Agora está na moda cada jornal ou revista electrónico fazer um mini inquérito, em geral uma pergunta por dia sobre um tema da actualidade. No Público, por exemplo, lemos esta pergunta:
Concorda com a multa da Autoridade da Concorrência à PT e à Zon?  Sim  Não

Trata-se de uma pergunta geral. Mas nós vamos usar as perguntas focalizadas neste exercício em forma de Trivial Suite. O objectivo é dar a ver muitos exemplos de frases até se tornar fácil e quase intuitivo construir as frases sozinho(a). As respostas estão no Mais.

1. Quem é o presidente dos EUA?
2. Como se chama a secretária de Estado dos EUA?
3. O que aconteceu na Europa em 1989?
4. Qual a nacionalidade da primeira dama francesa?
5. Quantas horas tem o dia?
6. Onde vive o Papa?
7. Quanto mede o Everest?
8. Quantos países fazem fronteira com Espanha?
9. Quais os países que formam a Península Ibérica?
10. Quem iniciou a Segunda Guerra Mundial?
11. Donde vem o homem?
12. Como se viaja barato?
13. Quanto tempo é preciso para aprender Português?
14. Quantos minutos tem uma hora?
15. Qual é o país dos Judeus?

Leia o resto deste artigo »





Frase interrogativa – expressões de interrogação

2 09 2009

Listamos mais uma vez as expressões de interrogação, pois são muito importantes e usadas no dia a dia. Vamos tentar perceber melhor o seu significado, em que situações as devemos usar e a sua forma escrita.

QUEM – indica a pessoa. É invariável.

Ex. Quem é o teu professor de Inglês?

O QUÊ – indica algo, seja objecto, acontecimento, fenómeno. É invariável.

Ex. O quê? Não acredito!

QUE – indica pessoa ou objecto (nome). É invariável.

Ex. Que asneira fez o teu filho?

QUANDO – pergunta o momento. É invariável.

Ex. Quando vais ao médico?

ONDE – pergunta o lugar. É invariável, mas tem muitas variantes por causa das preposições. DONDE (lugar donde vem), PARA ONDE (lugar para onde vai), POR ONDE (lugar por onde vai passar), AONDE (sinónimo de onde).

Ex. Onde estás? Para onde foste nas férias? Por onde vais, quando queres ir para Viseu?

COMO – indica o modo, a maneira de fazer as coisas. É invariável. Tem variantes: DE QUE MANEIRA, DE QUE FORMA

Ex. Como fazes a massa de pizza?

PORQUE – indica a razão, o motivo, a causa. É invariável. Quando existe o nome causa, motivo na frase, usa-se na forma separada POR QUE + nome

Ex. Porque sais sempre tarde? Por que razão sais sempre tarde?

QUANTO – indica quantidades, porções. É variável em género e número: quanto, quanta, quantos, quantas + nome

Ex. Quantos filhos tens?

QUAL – ajuda a indicar com exactidão do que se está a falar. É variável em número: qual, quais

Ex. Qual é o teu clube preferido? Quais os jogadores mais bem pagos do mundo?

Mais exemplos:

Qual é o teu prédio?

Qual é a tua cor preferida?

Quais são os teus vizinhos?

Quais são as chaves da garagem?

ORDEM DAS EXPRESSÕES NA FRASE INTERROGATIVA

Atenta nas 3 frases que se seguem.

Onde vive o Papa?

O Papa vive onde?

O Papa, onde vive?

Será que todas estão correctas? Sim, embora a primeira seja a forma mais frequente e natural de formular a pergunta. Isto significa que é possível mudar a expressão de interrogação de lugar, ou seja, ela pode não aparecer logo no início de frase.





Frase interrogativa

2 09 2009

Existem dois tipos de perguntas:

  • as perguntas centradas num determinado aspecto (momento, pessoa, modo, etc.).  Estas frases interrogativas usam claramente expressões interrogativas, além do ponto de interrogação. Elas querem uma resposta específica.
  • as perguntas gerais e só pretendem saber se a acção foi feita ou não. Nestas, não existem expressões de interrogação, apenas a frase com ponto de interrogação. As respostas a estas questões são geralmente, sim ou não.

PERGUNTAS FOCALIZADAS

Fizemos uma brincadeira. Usámos sempre o verbo dormir para criar a lista de perguntas possíveis. As expressões em negrito-itálico é que servem para interrogar acerca de determinado aspecto.

O senhor a que horas se deita?
Durante o ano, quando se deita tarde?
Quem se deita tarde?
Onde se deita normalmente?
Como se deita?
Porque se deita tarde?
Com quem se deita?
Qual é o seu colchão preferido?

As expressões interrogativas podem ser variáveis (Qual…) ou invariáveis (Quando, Quem).

Expressão interrogativa – Qual/ Quais
Qual é o teu prédio?
Qual é a tua cor preferida?
Quais são os teus vizinhos?
Quais são as chaves da garagem?

Respostas às perguntas focalizadas
Reparem bem nas respostas. São muito específicas e detalhadas.

O senhor a que horas se deita? Deito-me geralmente às 10 h.
Durante o ano, quando se deita tarde? No dia de ano novo.
Quem se deita tarde? Os meus netos.
Onde se deita normalmente? No meu quarto.
Como se deita? Deito-me de barriga para cima, mas acordo de lado.
Porque se deita tarde? Porque gosto de aproveitar o dia até ao fim.
Com quem se deita? Deito-me com a minha mulher.
Qual é o seu colchão preferido? É um colchão duro que comprei há 3 anos.

PERGUNTAS GERAIS
Para ser mais fácil perceber, podemos dizer que são perguntas formadas a partir de frases não interrogativas a que se acrescenta um ponto de interrogação.

Exs.
A viagem foi longa. A viagem foi longa?
Tens o livro da Mensagem de Fernando pessoa. Tens o livro da Mensagem de Fernando pessoa?
Gostas de ouvir música pop. Gostas de ouvir música pop?

Respostas às perguntas gerais
São respostas pouco detalhadas. Sim, não, concordo, discordo é suficiente. Também se usa o verbo para responder.

A viagem foi longa?  (Sim), foi.  /  (Não), não foi
Tens o livro da Mensagem de Fernando Pessoa?  (Sim), tenho. /  (Não), não tenho.
Gostas de ouvir música pop. Gostas de ouvir música pop?  (Sim), gosto  / (Não), não gosto.








Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.