Muito e Muitos

22 09 2009

Uma dúvida comum é não saber quando usar Muito e quando usar Muitos.

Mesmo sem muitas explicações gramaticais, é fácil compreender o seguinte:

  • MUITO é uma forma única, não varia e usa-se sempre com o verbo
  • MUITO, MUITA, MUITOS, MUITAS é uma forma variável que vai utilizar-se quando a expressão se refere a um nome (pessoa, objecto, lugar)

Vamos ver exemplos para percebermos.

Na frase Gosto muito de arroz, a palavra muito está ligada ao verbo gostar e não ao arroz. O que é importante é a pessoa afirmar se gosta muito ou pouco, expressando os seus gostos.

Ao contrário, na frase Como muito arroz, a pessoa está a informar a quantidade de arroz que está a comer e não se gosta de arroz. Pode estar a comer muito, não porque gosta, mas porque não tem mais nada para comer. Neste caso, o muito está ligado ao arroz e não ao acto de comer.

MAIS EXEMPLOS

Muito, a, os, as + NOME

Nós temos muito poder.

Ela tem muita sorte.

Ela sabe muitos segredos.

A avó conta muitas histórias.

VERBO + Muito

Eu gosto muito de sardinhas.

Os miúdos brincam muito.

Quem estuda sabe muito.

Não percebo muito bem línguas estrangeiras.


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: